terça-feira, 27 de outubro de 2009

INTIMIDADES


Eu sou o vento
brisa suave
que sopra morno
e pela tarde
te beija o rosto.
Tu és meu mar
e ao sol-posto
tu és a estrela
que no céu brilha
para me guiar.
Tu és o cálice
eu sou a pétala
que pela noite
te cobre o corpo
eu sou a nau
tu és meu porto.

3 comentários:

Layara disse...

Olá Akhen

Tu és meu mar
e ao sol-posto
tu és a estrela...

[suave como brisa na pele]

quando quiser pode trazer Secreto/Poeta, rssss...dá até uma poesia, vou escrever...

Poeta Secreto...acho que dá uma linda poesia.

Bjos Ser de Luz!

Whesley Fagliari disse...

Akhen,

Deixo-te o meu sorriso ao encontrar tão lindas e suaves palavras por aqui... Saiba que me provocaste algumas ótimas lembranças... Até mesmo de algo que ainda nem vivi... Obrigado!

Parabéns!

Luz e paz!

Com afeto,
Whesley Fagliari

Lídia Borges disse...

Muito bonito!
Dócil e harmonioso! Como se nenhuma palavra pudesse ocupar outro lugar.

Um beijo