segunda-feira, 2 de novembro de 2009

O QUE TRAZIA O VENTO



Terno e sussurrante
o vento me envolveu
trazendo do lilás
o suave perfume
e nessa brisa leve
também o cheiro teu.
Nesse momento breve
em que o vento passou
deixando junto a mim
infinitos desejos
e dos teus quentes lábios
universos de beijos,
eu senti que o vento
em si também trazia
no tom de violeta
daquele azulvermelho
o calor de uma Chama
e eterna magia.

3 comentários:

Reyel disse...

Akhen,

Que belíssimo poema! Transbordante de amor e encanto! Parabéns!

Amigo, sou seguidora do seu blog há pouco tempo. Sigo muitos blogs, sabe, mal consigo visitar todos e me lembrar do nome de cada um muito menos.

Estou dizendo isso pois criei esse fim de semana um novo blog, e agora fui ver q o nome ficou semelhante ao seu. Viajando nas Palavras foi o nome que dei a meu blog novo. hehehe!!!

Espero que não se importe com a mera semelhança.

Abençoado sejas!

Layara disse...

...Poesia inspirada Poeta...
Somos eu e Tu
Almas que vem
e vão, deixam-se
amar com as brisas
cálidas,"calientes",
caladas brisas
que nos beijam
ao lento ritmo de
Lembranças
ao doce sabor dos
sonhos
Brisas
Ventos
que
Ventam
em nossos dias.

Beijos lindo Ser de Poesias inspiradas.

Lídia Borges disse...

O vento, mensageiro de tons, cheiros e desejos.

Um beijo de vento.