sexta-feira, 20 de novembro de 2009

IMAGEM



Não me canso de beber-te
intensamente
na margem das palavras
mas ao beber-te assim
tão longamente
na paixão do que escreves
não me sacio de ti
nem por momentos breves
nas palavras que li.
Vejo-te tão transparente e leve
na franja das palavras
que o meu pensamento
faz surgir de ti
num mágico momento
translúcida imagem
cruzando fugidia
como irreal miragem
de tão fugaz instante
qual nuvem em céu correndo
num mundo mais distante.

7 comentários:

Layara disse...

...não me canso de escrever a imagem que brota na mente...a imagem que dos sonhos vem aos meus dias, telas pintadas de carinhos e imagens bucólicas de amor, as notas das cançoes perto dos corações que vivem cheio de muito Amor.

gostei da sua canção e das letras também.

Muita Luz!

Ianê Mello disse...

Akhen

Que linda imagem!

O distanciamento da mulher amada,ao mesmo tempo tão perto e tão distante.

Muito belo!

Paz e Luz!

Lídia Borges disse...

É um poema de amor... Um amor feito de palavras, de imagens, de momentos mágicos que partem com as nuvens...

Romântico!

L.B.

Layara disse...

...percorri um caminho de sonhos
percorri madrugadas insones...
cheguei a dois passos de nós
nas imagens criadas na mente...
...inventei um sorriso na face desconhecida só pra acordar mais feliz.

Beijo de Luz!

ótimo fim de semana com tudo de bom que desejares.

Layara disse...

...acordei e o dia está feliz com suave vento de verão anunciando chuva da estação, Hoje vou sorrir e meus olhos negros com o brilho dos raios do Sol.

bjo!

Lídia Borges disse...

Se puder passe nas searas.

Um beijo

Luciana Klopper disse...

quanta poesia linda...obrigada pela visita e estaremos juntas!