segunda-feira, 29 de novembro de 2010

JOGO DE SEDUÇÃO



Havia tempo que não ia à praia.
Fui outro dia.
À mesma praia,
onde à tardinha ficava sentado
olhando o por do sol,
deleitando-me com os orgasmos
suaves, constantes,
do mar e da terra,
quando ele,
voluptuosamente,
se rebolava sobre ela
desfazendo-se em mansas ondas,
de branca espuma.
Fiquei ali sentado
sob um céu azul chumbo
e vi um mar furioso,
saltando sobre a terra num vai e vem
continuo, frenético, erótico,
açoitando-a com um sentido de posse,
tal,
que eu não acreditava acontecer
entre dois amantes de milhões de anos.
Ela, sem reclamar, esquiva e fugidia,
defendia-se,
entregando-se-lhe aos poucos.
Esqueci-me do tempo
e fiquei ali sentado
olhando,
encantado,
aquele jogo de sedução.

10 comentários:

Lídia Borges disse...

Transfigurar a realidade, evocando a imaginação, resultou numa tela de temporal no mar, onde a sedução se inscreve apenas no olhar do poeta.


Um beijo

Marilu disse...

Lindo jogo de sedução.Beijocas

mARa disse...

Perfeita Sedução!

bjo!

rosa-branca disse...

Sedução transcrita pelo olhar de um sonhador. Adorei. Beijos com carinho

GEO disse...

Bello!!!!!!!!
siempre te leo y espero alguna noticia.
GEO

Anónimo disse...

Beijo Grande!

saudades!

mARa

Miguel Taveira disse...

Grande poeta este Akhen.

lidia-la escriba disse...

AKEN,MIL AÑOS QUE NO PASO,PORQUE NO TE TENÍA EN MI ESCRITORIO,NADIE APARECIA!
HAY COLGADO EN MI BLOG LA NUEVA DIRECCION,CON FEED,Y VARIADAS FORMAS DE COMENTAR
UN ABRAZO,ENORME,BESOS
LIDIA-LA ESCRIBA

Miguel Taveira disse...

Quando podemos ler mais poesia grande Akhen? Abraço.

Marilu disse...

Querida amiga, Páscoa é amor, ressurreição e renovação, abra seu coração e deixe que o amor faça sua eterna moradia. Tenha uma Feliz e abençoada
Páscoa.
Beijocas de chocolate.