sexta-feira, 11 de junho de 2010

HOJE






Hoje,
deixa que os nossos olhos
sejam as estrelas
que iluminem a nossa noite.
 Que os nossos braços
sejam as cadeias
que enlacem os nossos corpos
e que o morango vermelho
da tua boca
sacie a fome que temos de nós.
Hoje,
deixa que o oásis do teu corpo
apague o fogo em que ardem 
nossos corpos apaixonados.
Hoje,
deixa que o nosso amor
se realize em pleno
e no nosso mundo sejamos um só.
Hoje,
deixa que tudo isso aconteça
porque não sabemos
se no hoje de Amanhã
estaremos vivos para nos amarmos.
 Que nos amemos hoje, 
como se hoje fosse o ultimo dia
das nossas vidas.

21 comentários:

Lara Amaral disse...

Um poema sensível ao toque, Akhen.

Obrigada pelo comentário tão bonito em meu blog.

Beijos!

lidia disse...

no comprendo tu comentario, en verdad,emporcaste es ensuciarte,con mierda, no comprendo el comentario
ni porque lo dejaste,lo siento
lidia-la escriba

Mirze Souza disse...

Belíssimo, Akhen!

O "Hoje e o agora" o Hoje de amanhã.

Em qualquer tempo, em qualquer partícula da memória, sempre o AMOR permanece e permeia a vida.

Parabéns, amigo!

Beijos

Mirze

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Adorei!

Marilu disse...

Olá querido Akhen, obrigada pela visita, e seja muito bem vindo, principalmente pq vi que você, também é um apaixonado pelo antigo Egito, e eu sou fascinada por ele.Linda sua poesia. Beijocas ..tenha um lindo final de semana.

Lídia Borges disse...

Porque o "Hoje" é o único tempo existente, é preciso vivê-lo...

Um beijo

Sueli disse...

Vim agradecer o comentário e pareei por aqui. Adorei seu blog e esta última poesia, em especial. Quanto à sua pergunta, acho que o pessoal exagera um pouco, pois aqui em São Paulo nós nos divertimos muito e o pessoal do Rio de Janeiro trabalha, também...rs. Mas, preciso admitir que com aquelas belas praias e com todas as vantagens que a Mãe Natureza deu para o Rio, não deve ser fácil passar o dia todo trabalhando como nós aqui, viu?...rs. Quanto à outra dúvida, duvido muito que exista alguma outra Sueli Benko....rs. Beijos e volte sempre.

Maria disse...

E é assim que devemos viver cada dia. Como este teu Hoje. Como se fosse o último...

Um abraço

Maria disse...

O poema de Pablo Neruda foi escrito para Alvaro Cunhal quando ele estava preso em Peniche, em 1953.
Foi retirado de um opúsculo das Edições Avante! de 1954...

Outro abraço.

GEO disse...

cada vez mas apasionado y enamorado eh?
un beso...
dos besos...
tres besos...
GEO

mundo azul disse...

_________________________________


VIVA! Que assim seja...

Um belo apelo ao amor, em forma de versos!


Beijos de luz e o meu carinho...

_________________________________

lidia disse...

nada, es comprensible, cada cual se equivoca, porque somos PERSONAS, y la equivocación-si no es maliciosa-existe siempre...no soy quien para perdonar...está bien en claro ok?
un abrazo
lidia-la escriba

bella musica!

lidia disse...

si ya estuve en el blog que me recomendaste, he leído un trabajo posteado hoy,ya que habla de Saramago...pero no encuentro la referencia que me das,sobre el yin y el yan...en otro momento pasaré con mas calma,yo, y lo buscaré...
gracias
lidia-la escriba

Maria disse...

Hoje, deixa-me dizer da beleza interior que transcende ao eco de tais palavras/ e... que teu oásis, seja sempre nos braços do bem amado....
Obrigada pela visita, doce criatura. Volte sempre.
Beijos no coração

lidia disse...

hola hoy puede ser el ultimo dia de tu vida...me quedo con este verso,donde esta la mas cruda verdad, de la existencia...nadie tiene comprada la vida, pero la puta que bueno estar vivo!
un abrazo
lidia-la escriba

lidia disse...

que hermoso poema!!!!!!!!por favor, es de una belleza tremenda,me ancantó!
un abrazo
lidia-la escriba

mARa disse...

...apenas Hoje, pois nao sei se haverá amanhã...

Intenso!


Beijo!

Carla disse...

que no hoje seja vivido com a intensidade que merece
beijo

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Olá.

É verdade
que no hoje está o perfume da vida.
O ontem pertence ao passado.
O amanhã nunca chegará.
Resta então viver no instante que chega,
a nossa plenitude.

Dias de paz para ti.

Marilu disse...

Lindo poema...Beijocas

lidia disse...

fabulosa poesia!!!!! gracias
un abrazo enorme
lidia-la escriba