quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

SER POETA



Ser poeta é ser igual a toda a gente,
Sonhar o mundo todo à sua volta
Mas ao dizê-lo, de forma diferente,
Pôr nas palavras a sua revolta.
                             ..
Apanhar as palavras que surgirem
Juntar dessas palavras as mais certas
E arremessar a quem elas servirem
Quais justiceiras e certeiras flechas.
                 ..
É por metade dizer tudo inteiro
Chorar a cantar p'ra esconder a dor,
É mesmo a mentir ser mais verdadeiro
                ..
É cantar o mar, cantar uma flor,
É ser leão com balir de cordeiro
É ser terno e doce a falar de amor.

3 comentários:

Deusa Odoyá disse...

Olá meu doce amigo!
Ser poeta para mim, é deixar expressar em sonhos nossos desejos,é registrar tudo que vem de dentro de nossa alma em uma folha de papel,deixando falar mais alto nossos sentimentos.
O poeta deve deixar traços de sua passagem, não provas.
Poema é o estado em que as palvras falam sózinhas.
Assim são os poetas.
Sonhadores, fantasiosos e cheios de magias e amor.
Uma semana de muitas realizações e paz.
beijinhos doces meu amigo.
Regina Coeli.

Ianê Mello disse...

Oi, amigo!

Belo poema.

Ser poeta é expurgar a dor, numa catarse de sentimentos.

Saudades suas.

Beijos.

Layara disse...

...poe[a]mar é desenhar palavras de dor de ardor de amor, vividas ou imaginadas, sentidas sempre com intensidades, vontades, risos, é ver a beleza na gota do orvalho beijando uma flor...

bem vindo e cuidado com a revolta das gavetas...

Viu as luzes? basta fechar os olhos, nao precisa mais que isso, fechar os olhos.

Beijos de LUz!