quinta-feira, 12 de agosto de 2010

NASCER DO SOL


Tivesse eu asas e fosse pássaro
que saíria voando pelo céu
de madrugada
e iria, de mansinho, ver o sol
fazer amor com a alvorada

9 comentários:

Marilu disse...

Querida amiga, que poema mais lindo...não há nada mais belo ...Beijocas

mARa disse...

...sempre voo nesse infinito azul e de tão perto o calor do Sol da pele da alvorada, faz amor em meus pensamentos...

Bjo!

(gostei imenso! saudades!)

Lara Amaral disse...

Adoro quem faz amor com o etéreo, com as palavras.

Beijo.

Lídia Borges disse...

Uma delícia!...
Só sob o signo do amor, o alvorecer pode ser belo.

Um beijo

GEO disse...

Quien pudiera ser el ese momento para abrazar al dios SOL y suplicarle: ¡ámame!

Vivo por tu luz...

Geo

Dilean de Bragança disse...

Queridaaaaaaaaaaaa!

Depois de um longo e tenebroso inverno, estou de volta me desculpando a ausência e agradecendo sua carinhosa visitinha.

Lindo te ler, em poucas palavras vc provou sua faraônica sensibilidade.

Ameiiiii!


Fique com DEUS, estou com ELE.

MEU CARINHO E AFETO SEMPRE!
Bjus meus.

mARa disse...

Querido, bom estar aqui relendo-te e ounvindo tão lindas musicas.

Mostram o quanto teu coração é LIndo!

Saudades!

Beijo!

mARa disse...

Saudades!

as vezes é preciso parar.

Beijo! Paz e Luz em teu caminho!

Tami Carvalho disse...

Amei o poema.. diz tudo sobre mim.. sobre o meu blog! =)