terça-feira, 22 de dezembro de 2009

SEM TITULO



Atrás de um Tempo
outro Tempo
porque o Tempo
é infinito
mas só queria
que esse Tempo
fosse um Tempo
mais bonito.
Que fosse de Luz
esse Tempo
com outro Tempo
de Paz
um Tempo
sem sofrimento
não Tempo
de tanto faz
.......
.......
.......
Paz e Luz para continuarmos a nossa jornada

11 comentários:

Maria disse...

Será com certeza o Tempoe que deli fizermos, em tempo...

Um abraço e bom natal

Lara Amaral disse...

Amém!

Beijos.

Lídia Borges disse...

Lindíssimo este seu poema. Toca um ponto fundamental nas relações humanas que vem sendo muito descurado. Falo da indiferença: "Não Tempo de tanto faz..." Tomara!

Um beijo e um Natal cheio de Alegria!

Deusa Odoyá disse...

Meu querido amigo.
Obrigado por suas palvras em meu cantinho.
desejo que o próximo ano possamos estar de novo juntos nessa linda amizade dos blogs.
Eu,considero o tempo como se fosse uma pedra colocada em disciplina, formando um agente que lhe assegura firmeza na sua construção.
Beijinhos doces, meu lindo amigo.
Uma ano novo repleto de paz, luz e amor.
Regina coeli.

mARa disse...

...Querido!

Também quero muito que esse Tempo seja de Luz em nossos caminhos e não de tanto faz.

Você faz toda diferença, espero ter tua amizade em 2010 e em todos os anos de nossa existencia em nosso Tempo, pq. Você é especial.

Então desejo-te um Ano Novo de Realizações, superações e emoções...
Feliz 2010!

Beijos Querido!

carmen disse...

Querido, quem dera mesmo que venha outro tempo, um tempo da delicadeza, um tempo .....
um novo tempo!
Quero te ver fazendo crepes, vou postar uma receita de suflê maravilhosa, presenteada por um gourmet frances, hum............
As comidas portuguesas todas me encantaram, voltei daí com muitas saudades, mas um dia volto e provo de tudo outra vez, mas num novo tempo!
Beijos, obrigada pela delicadeza de sempre.
Carmen

ju rigoni disse...

Tomara haver uma fenda nesse infinito trajeto, - um espaço, apesar de minúsculo, onde o tempo esbarre em nossas esperanças, reconheça-as, e as transforme em realidade.

Bjs e inté!

Ana Camarra disse...

Como canta Fausto

Atrás dos tempos Vêm tempos e outros tempos hão-de vir...

beijo

Ianê Mello disse...

Lindo e emocionante poema, amigo.

Fiquei muito feliz com sua visita e comentário.
Que bom que gostou do novo layout do blog.

Vá conhecer os outros dois que criei. Têm o link na barra lateral.

Gostaria, também, que voltasse ao poema que comentou... surpresa!!!

Apareça sempre para iluminar.

Paz e Luz!

Mirse Maria disse...

Belo poema!

Esse TEMPO que nos fala é o mesmo que nos cala!

E não nos aprisiona!

Parabéns!

Abraços

Mirse

mARa disse...

... e já logo iremos para 2012 e aqui estou quase quase te desejando
Tudo de bom de muito bom de muito muito bom para o o novo ano!

eu volto!

bjo!